Recanto vale verde

Dependência Química: Problema Biológico, Psicológico ou Social?

Dependência Química: Problema Biológico, Psicológico ou Social?

O consumo de álcool e drogas é uma realidade da maioria dos países inclusive do Brasil. estudiosos dizem que vários fatores sejam eles: ambientais, sociais ou psicológicos, podem influenciar um indivíduo a usar qualquer tipo de droga, seja ela lícita ou ilícita.

Uma extensa pesquisa teve como objetivo mapear se a dependência química se trata de um problema social, biológico ou psicológico, porém esse tema é bastante complexo e requer avaliações profundas sobre qual é a relação entre as drogas e o homem.

 

A Luta Pela Felicidade X Amortecedor de Preocupações

 

É o que retrata publicação de Ana Maria Belani no Caderno de Saúde Pública v.24 n.3, da Fundação Oswaldo Cruz. Segundo a pesquisadora as drogas, sejam elas caracterizadas lícitas ou ilícitas circulam em todas as classes sociais, mas atingem as pessoas de formas diferentes.  O uso de drogas para cada um dos indivíduos estaria a cargo pela luta por felicidade e como amortecedor de preocupações.

 

O Uso de Drogas e Álcool Ultrapassa Barreiras

 

Ainda segundo a pesquisadora, o problema das drogas vai além das questões médicas, alimentando questões e problemas relacionados a violência, a corrupção, a instabilidade política, o crime organizado, a lavagem de dinheiro, AIDS e outras doenças.

 

As Drogas Movimentam a Economia Ilegal

 

Outra observação importante é que as drogas empregam diretamente e indiretamente, milhares e milhares de pessoas no mundo e essa atividade agrega valor à sua existência, tornando o produto “droga” entre as três atividades mais lucrativas do mundo na economia ilegal.

 

Dependência Química: Uma Doença Grave Que Tem Tratamento

 

Em suma o consumo de drogas e álcool no Brasil e no mundo cresce cada vez mais e muitas vezes, quem usa drogas desconhece que ficará doente na ausência daquela substancia. Estamos lidando com a dependência química, uma patologia grave que muda a forma que o indivíduo se relaciona com o mundo e com todos a sua volta.